Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

Ciência e Tecnologia

Pesquisadores defendem que possam existir mais de 100 planetas no sistema solar

Sputnik

A maioria de nós aprendeu que o nosso sistema solar tinha nove planetas. Tudo mudou em 2006, quando Plutão foi privado desse título e entrou para a classe de "anões".

O pesquisador da Universidade Johns Hopkins, Kirby Runyon, liderou uma equipe de seis pessoas de diferentes entidades científicas no preparo de uma vertente própria de classificação de planetas. Está previsto que os especialistas apresentem sua visão na semana que vem na Conferência de Ciência Planetária e Lunar (LPSC, sigla em inglês) no Texas.

Hoje, oito "planetas verdadeiros" são classificados como os mesmos, mas um grupo de cientistas acredita que Plutão deve ser chamado de planeta novamente, assim como outros 100 objetos espaciais que fazem parte do sistema solar.

Em seu estudo, os analistas argumentam que os fatores que definem um corpo estelar como um planeta devem somente levar em consideração o próprio objeto e não a sua localização. Desta forma, as luas de Júpiter, ou a nossa própria Lua, também devem ser consideradas planetas.

Estes satélites são maiores que Plutão. No entanto, este "anão" tem o mesmo direito de ostentar o título de "planeta".

Caso esta visão seja aprovada, o número de planetas no nosso sistema solar pode chegar a cerca de 110.

Sputnik

Tags: agência, CIÊNCIA, cientistas, sputnik, tecnologia

Compartilhe: