Jornal do Brasil

Domingo, 19 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

Rio - Eleições 2018 - Rio

PCdoB se alia a PT também no Rio

A exemplo de Manuela, Giordano retira candidatura para ser vice de Tiburi

Jornal do Brasil SÔNIA APOLINÁRIO, sonia.apolinario@jb.com.br

Em um espelho da aliança nacional entre PT e PCdoB, os dois partidos também se coligaram no Rio de Janeiro. Ontem, o Partido dos Trabalhadores apresentou Leornardo Giordano como vice na chapa de Márcia Tiburi, candidata da legenda ao governo do Rio de Janeiro. Menos de 24 horas antes, o quadro do PCdoB havia tido sua candidatura também para o governo do estado confirmada pelo partido.

Além de Márcia e Giordano, participaram do anúncio da nova composição da chapa petista as deputadas Jandira Feghali e Enfermeira Rejane (ambas do PCdoB) e Lindbergh Farias (PT), candidato do partido ao Senado.

A petista Márcia e o comunista Giordano posam para a foto segurando as bandeiras dos partidos a que se coligaram

Márcia apresentou o grupo como sendo a “esquerda que não tem medo de se unir”. Ela agradeceu Giordano pela “generosidade” de aceitar ser seu vice. “As pessoas precisam se reencantar com a política. Precisam entender que toda linguagem, toda ação é política. Que o atual descaso com o nosso Estado é política”, afirmou Márcia, que fez muitos elogios à deputada estadual gaúcha Manuela D’Ávila, que retirou, ontem, sua candidatura pelo PCdoB ao Planalto, para se apresentar como vice-presidenta na chapa do PT à Presidência da República.

Giordano admitiu que houve esforços, no Rio de Janeiro, para que a unidade das esquerdas fosse “mais ampla”.  Segundo ele, “o que de pior” pode acontecer no estado é a eleição “dos velhos figurões”. “A unidade da esquerda significa um ecoar de esperança para o povo do Rio. Vamos fazer um espelho da bonita aliança nacional firmada pelos nossos partidos”, disse Giordano, que já foi filiado ao PT.

Lindbergh Farias informou que a decisão de lançar apenas seu nome para o Senado, em vez de dois como a chapa poderia fazer, foi para evitar “dividir a esquerda”, em referência a Chico Alencar, candidato ao Senado pelo PSOL. “Queremos eleger dois senadores de esquerda. Se lançarmos vários candidatos, isso fica mais difícil”, afirmou Lindbergh.

A deputada federal Jandira Feghali observou que Márcia é a única mulher candidata ao governo do Rio de Janeiro. Ela informou que, no estado, as mulheres representam 52% do eleitorado e que o Rio tem a menor representação feminina na Câmara, com apenas 9% das vagas. “Essa é uma composição honrosa, que une a capital com a Região Metropolitana. O PCdoB fez um esforço pela unidade da esquerda. Não foi possível, e unimos o possível”, disse Jandira.



Tags: eleições, jandira, pcdob, pt, rj

Compartilhe: