Jornal do Brasil

Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018 Fundado em 1891
Hildegard Angel

Colunistas - Hildegard Angel

Governador de São Paulo trocou o nome da estação do metrô Liberdade para Japão Liberdade

Jornal do Brasil

BORBULHANTES

A IGNORÂNCIA histórica de nossos dirigentes causa muitos dissabores. Vejam o governador de São Paulo, Marcio França: na madrugada passada trocou o nome da estação do metrô Liberdade para Japão Liberdade. Uma apropriação cultural!... O BAIRRO LIBERDADE é originalmente um bairro de negros, muito antes da chegada da comunidade japonesa. Chamava-se Largo da Forca, pois era palco de execução de negros fugitivos e condenados à morte... ALIÁS, FOI por causa do soldado negro Chaguinha, condenado à morte por liderar rebelião por pagamento de soldo, que a praça e o bairro foram chamados de Liberdade... EM 1821, CHAGUINHA sobreviveu a dois enforcamentos, ao que o público atribuía a um milagre e passava a gritar “liberdade” - só foi morto após o carrasco usar um laço de vaqueiro... CHAGUINHA, ENTÃO, se tornou santo padroeiro do bairro e protetor da Capela dos Aflitos, onde esteve antes de ser levado à forca, e da Igreja Santa Cruz dos Enforcados, construída décadas mais tarde em frente à praça... PRA CONSERTAR sua gafe, o governador terá que fazer novo decreto e naturalizar, pós mortem, o Chaguinha, como imigrante japonês...  COMEÇOU A contagem regressiva para a abertura do novo Complexo Gastronômico da Praça Nossa Senhora da Paz, no local onde foi o Hippopotamus. A cenógrafa Mariana Debize, que responde pela nova decoração-ambientação dos três andares, promete entregar tudo em 30 dias, não mais que isso... COMO VOCÊS sabem, o prédio de três andares será dividido em três casas autônomas, todas com o conceito BBB, Bom Bonito e Barato... NO TÉRREO, O PIETRO, vera cucina italiana, varanda aberta para a calçada, carta de vinhos variada e acessível... NO SEGUNDO ANDAR o Boseggia, cozinha italiana para paladares refinados, aqueles que estavam acostumados a frequentar o Fasano de São Paulo ou o Alloro do Rio, onde Luciano Boseggia, o chef dos dois italianos a serem inaugurados na Barão da Torre vai pontificar no comando... NO TERCEIRO, o Charuto do Amaral, com baforadas de gente bonita do establishment, os WASPS do Rio de Janeiro... AMIR HADDAD e José Celso Martinez Corrêa, os dois maiores nomes do teatro brasileiro na atualidade, gravaram vídeos para a campanha de Lula. Amir compara Lula a um elefante e os demais candidatos a formigas. Zé Celso considera Lula um predestinado, um talento cosmo-político, que vive numa geração de canastrões, que só enxergam o dinheiro... MELANCÓLICO, O DECLÍNIO da Editora Abril. Em seu crepúsculo, ela fecha 10 revistas, mantendo apenas Veja, Exame e a veteraníssima Claudia, seus três últimos suspiros não se sabe até quando... A ÓTIMA ELLE, as revistas Cosmopolitan, Boa Forma, VIP, Viagem e Turismo, Mundo Estranho, Arquitetura, Casa Claudia, Minha Casa e Bebe.com param de circular. Está em suspenso a situação de Superinsteressante e Quatro Rodas... SÃO ESPERADAS para amanhã pelo menos 500 demissões. Mas há quem fale até em 800. Não são dados oficiais. Desses, 171 seriam jornalistas; 30 da Veja. Veja Rio também acaba... HÁ TRÊS SEMANAS, a gestão da Abril foi entregue à consultoria americana Alvarez & Marsal. Com sucessivos prejuízos, o Grupo Abril deve mais de R$ 1 bilhão... UMA MORTE HÁ muito tempo pressentida e anunciada, desde a retirada do busto de seu fundador do imponente lobby do Edifício da Marginal Pinheiro, há três anos. Fala-se em um pedido de recuperação judicial... O GRUPO ABRIL, dos Civita, nasceu em 1950, mas também prosperou na ditadura, com o lançamento da Veja, em 1968... ESTRANHAMENTE, A venda, em 2006, por US$ 422 milhões, de 30% do grupo para o Naspers, maior grupo de comunicação sul-africano, não significou recuperação alguma. Vocês sabem, dinheiro na mão é vendaval... A VEJA LANÇOU muitas estrelas do jornalismo, entre elas, o Elio Gaspari, que em sua coluna domingo, nos dois maiores jornais do Brasil, publicou denúncia grave, que envolve essa revista no ano 1986... GASPARI CONTOU que Bolsonaro, com um outro oficial, falou a uma repórter da VEJA em explodir uma bomba na adutora do Guandu. Falou e rabiscou num papel a adutora, a bomba, o detonador a até um reloginho. Elio diz que o desenho era “primitivo” (eu, se fosse o artista, ficava ‘xatiada’)... A ENTREVISTA deu em inquérito, apesar de a nota do Elio não explicar direito. Foram feitos dois exames grafotécnicos pela Polícia Federal que concluiu que a letra era do capitão. O “Conselho de Justificação” das Forças Armadas considerou Bolsonaro “culpado” e informou que “Ele mentiu durante todo o processo”... PORÉM, NO STM, devido ao empate das duas perícias “conclusivas” da PF com duas perícias “inconclusivas” apresentadas pelo próprio réu, foi dado ao capitão o benefício da dúvida. Ele foi inocentado... ATO CONTÍNUO, Jair foi indo embora: deixou a tropa e foi para a reserva... POR QUE repito aqui o que já saiu em outros jornais? Porque concordo com o comandante do Exército, general Villas Boas: o Judiciário não pode permitir criminoso candidato. Criminoso com provas, naturalmente... POIS A JUSTIÇA às vezes é controversa, e ser ou não ser criminoso passa a ser praticamente questão de foro íntimo... UM CARA PODE ser criminoso numa instância, e com todas as provas, mas na última passar a não ser... O OUTRO PODE ser tachado de criminoso, sem cumprir todas as instâncias, sem provas, mas com ‘convicções’. Porém, na última instância... ah, na última ainda não se sabe... FICO PENALIZADA com meus amigos, que, decepcionados com o Brasil, se mudaram para Portugal, tendo que se adaptar a um regime socialista, e agora a um calor de 48º, sem a facilidade de ampla oferta de aparelhos de ar refrigerado, como há neste país tropical abençoado por Deus e bonito por natureza...  A PROPÓSITO, a Búzios de agora é a Comporta. Show! A uma hora e meia de Lisboa, no Alentejo, em Portugal. Que esse negócio de onda do mar batendo na porta, como Leblon, Ipanema, Arpoador, meus amores, não é em todo lugar... O COMANDANTE BITTENCOURT, que Eduardo Paes convidou para compor sua chapa, como candidato a vice-governador, é o homem que criou o Basta!, campanha pela segurança pública, no governo Garotinho. O que está sendo interpretado como um sinal de que Paes já tem seu nome para a Segurança... EM 1973, NA ARGENTINA, o ex-presidente Peron foi proibido de disputar eleições presidenciais. Como seu candidato, indicou Hector Campora, que saiu vitorioso, governou por 47 dias, indultou Peron e renunciou, provocando novas eleições, vencidas pelo ex-presidente...  É O RELATO HISTÓRICO que o jornalista Breno Altman fará hoje, 16h30, em seu programa “20 minutos de História”, do Opera Mundi, no Facebook, ao vivo... O TIPO DE COISA que, se o candidato Fernando Haddad prometer fazer igual com Lula, estará colando indelevelmente sua imagem à do ex-presidente... OS CANTUÁRIA festejaram as Bodas de Ouro no sábado. Madeleine Saade foi a chef, como é sempre nos jantares do casal. Helô não se vestiu de dourado. Usou imprimée em tons tropicais e colar de bolas turquesa. Antonio teve à sua direita Maria Tereza Williams. À esquerda, Lourdes Catão... #FICADICA: No centro cultural da UERJ, a exposição “Mundos Dentro de Outro Mundo, oficina de fotografia - voici! Eu sou Uerê”. Fotos de 10 crianças da Maré. Curadoria de Angela Carvalho, coordenação pedagógica da combativa Yvonne Bezerra de Mello...

Legenda abaixo

Legenda (da esquerda para a direita, de cima para baixo): Luciana e Rafael Costa; A 37ª Jornada Carioca de Cirurgia Plástica terminou com festa de gala no Belmond Copacabana Palace, com rosas vermelhas e lindas mulheres. Guilherme Miranda de Freitas, André Maranhão e Bruno Von Glenh Herkenhoff; Patricia Neves e Volney Pitombo; Charles Sá e Natalie Gontijo; André Maranhão e Antonio Paulo Pitanguy Müller; Marcela e Sérgio Romay; Carolina Mynssen e Guilherme Miranda de Freitas; Sócrates Oliveira e Priscila Bobato

------------

A PREFEITURA DE NITERÓI lançou esta semana o projeto Pacto Niterói Contra a Violência. Uma das ideias é premiar com dinheiro vivo os policiais por cada arma apreendida por eles em operações. Um fuzil vale R$ 8 mil. Pistolas e granadas, R$ 3 mil. Resta aos vereadores de Nikiti aprovarem o projeto polêmico.

-------------

Com João Francisco Werneck



Tags: caderno b, cultura, hildegard, liberdade, niterói

Compartilhe: