Jornal do Brasil

Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018 Fundado em 1891
Informe JB

Informe JB

Jan Theophilo


Dinheiro das mulheres

Jornal do Brasil

Eles tão de olho é na butique delas! Os homens à frente das direções de praticamente todos os partidos andam uma fera e já produziram uma encrenca danada na Justiça Eleitoral. É que, uma interpretação do TSE publicada em maio, deu um entendimento muito específico para o uso do ervanário do Fundo Especial de Financiamento: se para incentivar as mulheres a maior participação na política, as legendas são obrigadas preencher 30% das vagas com mulheres, justo que elas tenham direito a igual percentual do fundo. Isso, na prática, significaria que o (P) MDB, dono da maior fatia, teria de destinar R$ 70 milhões para suas candidatas mulheres. O PT, segundo no ranking, cerca de R$ 63 milhões; e os tucanos, terceiro colocado, mais ou menos R$ 55 milhões. Bacana né? Só que a coisa não é tão simples assim. Para advogados de alguns partidos, as verbas deveriam ser exclusivas para as candidatas proporcionais. Outros defendem que tanto faz, o partido pode decidir onde vai gastar, se nas candidaturas de governadoras, senadoras ou deputadas, desde que justifique os gastos de 30% em candidaturas de mulheres. O problema é que até os carpetes do TSE sabem que muitos partidos fraudam descaradamente os nomes de mulheres candidatas em suas nominatas. Tanto, que para esse ano a justiça está preparando um pente fino radical nas listas de candidatas dos partidos. Se for descoberta alguma fraude, a nominata inteirinha corre risco de ser impugnada.

Ninho tucano 

Não se fala em outra coisa na Vila Mariana, aprazível bairro de São Paulo. Um tucano do primeiríssimo escalão, tornou-se assíduo frequentador do primeiro andar do edifício situado na rua Eça de Queiroz, 308.

Carteirada 

Dia desses, o porteiro perguntou para o marquês quem era, porque precisava anunciá-lo. O político indignou-se: “você não sabe quem eu sou?” O porteiro não esmoreceu. “Não senhor, e tenho ordens de anunciar todos que chegam ao prédio”.

Tricampeão 

O Brasil foi considerado pela terceira vez o melhor país do mundo para turismo de aventura, segundo o ranking internacional Best Countries de 2018. A grande variedade de atividades nessa área foi fundamental para a vitória. Cada gringo desses costuma deixar em média no país R$ 3430. 

Companheiro Ortega 1 

A relação umbilical do PT com o regime de Daniel Ortega na Nicarágua quase levou a Andrade Gutierrez certa vez a entrar numa furada. Lula prometeu a Ortega que a empreiteira daria todo o suporte para a construção de um delírio chamado Canal da Nicarágua, que ligaria o Pacífico ao Atlântico, tornando-se assim um concorrente “bolivariano” do Canal do Panamá.

Companheiro Ortega 2 

Eram os bons tempos de petróleo em alta, e com ajuda financeira da Venezuela iniciaram-se os estudos. Quando os brasileiros viram o tamanho do enrosco ambiental que envolvia a empreitada, pularam fora. O “Canal do B” continua em obras, a passos de cágado, agora com dinheiro chinês.

É dura a vida 

Depois de atravessar o Rebouças, Marcia Mora na Filosofia Tiburi, prepara-se para nova aventura. Vai atravessar a Ponte, sábado, para uma atividade em Maricá. Força, Márcia! É um lugar muito mais legal do que diz o Eduardo Paes.

-----------

LANCE LIVRE

• Carlos Machado Brito lança o livro “Uma introdução ao desenvolvimento urbano - contra a favelização” hoje na Argumento do Leblon. Tomou posse ontem a nova diretoria do Sindicato dos Arquitetos do Rio de Janeiro, cujo presidente é o arquiteto Rodrigo Bertamé. O Hacking Rio, maratona de programadores com o objetivo de criar soluções de alto impacto para problemas sociais, tem início hoje no Porto Maravilha.



Tags: eleições, informe jb, marcia tiburi, política, pt, rio, tse

Compartilhe: