Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Abril de 2017

Internacional

Após encontro com Obama, Merkel promete colaborar com Trump

Em última viagem, presidente tenta tranquilizar Europa

Agência ANSA

Em uma coletiva conjunta com Barack Obama em Berlim, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, afirmou nesta quinta-feira (17) que fará "de tudo" para colaborar com o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump.

O encontro entre os dois líderes faz parte da última viagem internacional de Obama como chefe de Estado, durante a qual ele tenta tranquilizar os parceiros de Washington na Europa sobre os riscos da chegada de Trump à Casa Branca.

"Obviamente, farei de tudo para colaborar bem com o recém-eleito presidente", disse Merkel. Entre os pontos que mais preocupam o Velho Continente, estão as promessas do magnata de reduzir a participação dos EUA na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e de engavetar o acordo climático de Paris.

Além disso, Trump já mostrou abertura em relação à Rússia e estuda se reunir com o presidente Vladimir Putin, cujo governo é alvo de sanções tanto dos EUA quanto da União Europeia. "Espero que o presidente Trump mantenha uma abordagem construtiva [com a Rússia], mas sem ceder quando Moscou ignorar os valores e as normas internacionais", ressaltou Obama.

No entanto, ele reconheceu que o republicano não seguirá a mesma linha nas relações com a Rússia. A reunião entre a chanceler e o presidente, a última entre eles, também foi marcada por trocas de elogios. O norte-americano disse que a alemã foi sua grande parceira na Europa em seus oito anos na Casa Branca e declarou que, se pudesse, votaria em Merkel. "Eu a apoiaria", garantiu.

Na última terça-feira (15), um dirigente do partido da chanceler revelou que ela concorrerá a um novo mandato em 2017, embora a líder ainda não tenha confirmado a informação oficialmente.

"Anunciarei se vou me candidatar ou não no momento oportuno", declarou. 

Tags: ALEMANHA, EUA, internacional, lideres politicos, Merkel, trump

Compartilhe: