Jornal do Brasil

Domingo, 30 de Abril de 2017

Internacional

Rússia proíbe Testemunhas de Jeová por serem 'extremistas'

Mais de 170 mil pessoas poderão ser processados por falar da fé

Agência ANSA

O Ministério da Justiça da Rússia condenou e suspendeu nesta quinta-feira (20) todas as atividades religiosas das Testemunhas de Jeová definindo a organização como "extremista", informou a agência "Tass". 

No último dia 15 de março, a Suprema Corte do país informou ter recebido a ação do ministério. Com a aprovação do processo , os fiéis da Rússia também terão seus donativos confiscados ao Estado.    

Segundo membros religiosos, eles poderão perder as propriedades usadas para adoração e quase 400 entidades jurídicas no país poderão ser dissolvidas.    

A organização religiosa afirmou que irá recorrer a decisão. No entanto, cada um dos mais de 170 mil testemunhas de Jeová poderá ser processado criminalmente apenas por se reunir para adoração, ler a Bíblia em grupo ou falar sobre sua fé.

Tags: agência, ansa, Europa, internacional, russia

Compartilhe: