Jornal do Brasil

Quinta-feira, 30 de Março de 2017

Sol Maior

Antonio Meneses hoje no Rio

Maria Luiza Nobre

O grande violoncelista brasileiro Antonio Meneses, considerado um dos mais aclamados instrumentistas da atualidade, estará hoje no palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, às 20h, como solista da Orquestra Gulbekian, com a regência de seu Maestro Emérito, Lawrence Foster.

No programa a Sinfonia Nº8 em Si menor D. 759, “Inacabada”, de Schubert, o Concerto para Violoncelo em Ré menor Op. 37 de Lalo e a Sinfonia Nº 8 em Sol maior Op. 88 B. 163 de Dvo?ák.

O violoncelista pernambucano Antonio Meneses nasceu em uma família de músicos, seu pai era o primeiro trompista de uma orquestra no Rio de Janeiro, assim como seus irmãos também músicos. Aos dez anos começou os estudos do seu instrumento e aos 16 anos teve o feliz encontro com o violoncelista italiano Antonio Janigro, que logo que ouviu Meneses o convidou para sua classe em Düsseldorf e maistarde em Stuttgart, Alemanha.

Com seu talento nato ganhou, em 1977, o 1º Prémio no ARD Concurso Internacional de Munique e, posteriormente em 1982, o 1º Prêmio e Medalha de Ouro no Concurso Tchaikovsky, em Moscou.

Convidado constante das mais importantes orquestras do planeta, como a Filarmônica de Berlim, Sinfônica de Londres, Sinfônica da BBC, Orquestra do Concertgebouw de Amesterdam, Sinfônica de Viena, Filarmônica Checa, Filarmônica de Moscou, Filarmônica de São Petersburgo, Filarmônica de Israel, Orchestre de la Suisse Romande, Orquestra da Rádio da Baviera, Filarmônica de Nova Iorque, National Symphony Orchestra-Washington D.C., Sinfônica NHK de Tóquio, também é regularmente convidado dos mais importantes festivais internacionais como o Festival Pablo Casals em Porto Rico, Salzburgo, Lucerna, Viena, Berlim, Primavera de Praga, Nova York - Mostly Mozart, La Grange de Meslay - Festival Sviatoslav Richter na França e Colmar- Festival Vladimir Spivakov na França.

Desde 2007, Antonio Meneses é professor de violoncelo no Conservatório de Berna, Suíça, além de ministrar cursos de aperfeiçoamento na Europa, nas Américas e no Japão e como camerista já se apresentou com os Quartetos Emerson, Vermeer, Amati e Carmina e foi durante dez anos membro do Trio Beaux Arts.

Antonio Meneses toca um violoncelo de Matteo  Goffriller,1710, feito em Veneza 1710.

O regente americano Lawrence Foster foi Maestro Titular da Orquestra Gulbenkian de 2012 a2013, antes também esteve com a mesma função nas Orquestras Sinfônicas de Barcelona, Jerusalém e Houston, na Filarmónica de Monte Carlo e na Orquestra de Câmara de Lausanne. 

O concerto é o último da Série Dell’Arte Concertos Internacionais na atual temporada. 

Ingressos e informações: 2332-9191 

Tags: coluna, Luiza, maior, nobre, sol

Compartilhe: