Jornal do Brasil

Domingo, 26 de Março de 2017

Sol Maior

Agenda: dois ótimos recitais e orquestra de jovens

Maria Luiza Nobre

Semana com dois ótimos recitais, orquestra de jovens, novo projeto, concerto de música brasileira e a espera de ventos sempre muito positivos para a música clássica no Rio de Janeiro. Como os enigmas ainda são poucos, os leitores podem clicar no vídeo abaixo e ouvir, sempre, o melhor da música clássica e assim tudo será bem decifrado. Boa semana! 

PARIS

Para quem estiver em Paris, um bom programa é ouvir música brasileira e francesa, dia 12, às 17h, pela voz da soprano Ivonete Rigot-Muller e pelo pianista José Pires, na Série Dimanche Classique. Ivonete morou no Brasil, onde deixou vários amigos e sempre divulga a música brasileira na bela capital francesa.

Chapelle de l’Agneau de Dieu

2, Place Henri Frenay, Paris

Entrada Franca

 

DA PEDRA AO PALÁCIO

O mês de março marca o lançamento da Visita Mediada ao Antigo Palácio da Justiça, localizado no centro histórico do Rio de Janeiro. O Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário em sintonia com a sua missão de cultivar e disseminar valores de justiça, lança o programa “Da Pedra ao Palácio”, que é uma visita mediada ao local, concebida e realizada pelo seu Programa Educativo.  É uma realização do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

As visitas poderão ser agendadas para escolas e outros grupos.

Na semana de lançamento, de 7 a 11, o horário será de terça a sexta-feira, às 14h e sábado às 16h.

Informações e agendamento: 3133-3366 e  3133-3368

Rua Dom Manuel, 29, Centro 

JOVENS

A Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro abre sua temporada de concertos de 2017. Formada por jovens de comunidades da cidade, o grupo fará duas apresentações gratuitas no fim de semana, regido pelo maestro Mateus Araújo. Oriundos de comunidades como Santa Marta, Babilônia, Chapéu Mangueira, Cantagalo, Pavão Pavãozinho, Complexo do Alemão e Morro dos Macacos, os 48 músicos têm entre 13 e 22 anos e fazem parte do projeto Ação Social pela Música do Brasil, dirigido pela musicista Fiorella Solares. A Orquestra Sinfônica Jovem do Estado do Rio de Janeiro foi criada em 1982 pelo falecido maestro Davi Machado, mas em 1987 as atividades foram interrompidas. Em 2014 o projeto foi retomado, com o objetivo de profissionalizar e dar suporte a jovens músicos de projetos sociais, aperfeiçoando a prática orquestral e conduzindo-os à universidade.

Sobre a Ação Social pela Música do Brasil. No programa a Abertura em Ré Maior do Padre José Maurício, Prelúdio de H.Villa-Lobos, a Sinfornia em Si Menor D750,a Inacabada, de F.Schubert, Adiós Nonino de A.Piazzolla e o Batuque- Dança de Negros de O.Lorenzo Fernandez.

Dia 11, às 16h

Planetário da Gávea -  Auditório

Rua Vice-Governador Rúbens Berardo, 100 – Gávea

Entrada Franca

 

Dia 12, às  16h30

Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé

Rua Sete de Setembro, 14 – Centro

Entrada Franca

FRANCESCH

O pianista uruguaio Homero Francesch estará hoje, às 20h, no palco da Sala Cecília Meireles, onde fará um recital mostrando sua arte.

O festejado pianista já gravou para a Deutsche Grammophon obras de Bach,Mozart, Bartók, Henze, Mendelssohn, Ravel, Schumann e Stravinsky e para a companhia discográfica Kontrapunkt, gravou todas as sonatas e concertos para piano de Mozart. Para a noite de hoje será executada a Sonata em Si Bemol Maior K 570 de W.A,Mozart, a suite Mirois de Maurice Ravel e a belíssima  Sonata em Fá Menor No.3 Opus 5 de J.Brahms.

Ingressos e informações: 2332-9223  e 2332-9224

Sala Cecília Meireles

Rua da Lapa,47 – Centro 

FLAUTA E CRAVO

O flautista Mauricio Freire e o cravista Felipe Nabuco-Silvestre, estarão fazendo um recital na Sala Cecília Meireles, dia 15, às 20h.

Desde 2003 tem atuado com 1º Flautista Solista Convidado da OSESP e mantém uma ativa carreira com o solista, camerista e professor de master classes no Brasil e no exterior. Foi membro do Boston MusicaViva, um dos principais grupos de música contemporânea dos EUA, e do Grupo de Música Contemporânea de UFMG. Possui várias gravações de diversos estilos e épocas, inclusive CD’s com a OSESP.

Diplomado na Staatliche Musik Hochshcule Freiburg, na Alemanha, Felipe Nabuco-Silvestre integrou o Freiburger Kammer Trio. Como pedagogo, foi professor da Universidade de São Paulo, Staedtische Musikschule Lahr-Alemanha, Academia de Música Calouste Gulbenkian em Braga-Portugal, e atuou em diversos festivais de música no Brasil e na Alemanha.

No programa do duo, as Sonatas para Flauta e Cravo em Dó Maior, Sol Menor, Mi Maior e Mi Bemol Maior de J.S.Bach.

Ingressos e informações: 2332-9223  e 2332-9224

Sala Cecília Meireles

Rua da Lapa,47 - Centro

MÚSICA NO MUSEU

A série apresenta concertos sempre com entrada franca.

Dia 10, às 15h

Pianista Fernanda Cruz

Programa: Obras de Francisco Mignone, Villa-Lobos e Satie

Centro Cultural Justiça Federal

Av. Rio Branco, 241 - Centro

 

Dia 15, às 12h30

Pianista Adriana Kellner

Programa: Obras de Villa-Lobos, Francisco Mignone e Chopin.

Centro Cultural Banco do Brasil

Rua 1º de Março 66 - teatro II.

Dica da semana - O Quinteto de Schumann

Tags: coluna, Luiza, maior, nobre, sol

Compartilhe: