Jornal do Brasil

Informe JB

Informe JB

Jan Theophilo

Beiço em Maputo

Jornal do Brasil

A cantora Vanessa da Mata e a sua produtora Sinhá Artísticas terão que devolver US 25 mil e pagar outros R$ 20 mil de indenização por dano moral pelo cancelamento de duas apresentações na casa de shows Coconuts Lives, em Maputo, Moçambique. A ação foi movida pela empresa Gfive, que contratou a cantora e adiantou a metade do cachê dos shows. Quinze dias antes, Vanessa alegou falta de condições técnicas para se apresentar, porque um guitarrista do cantor Gabriel Pensador tinha recebido um choque elétrico ao testar o som no local. Só que não devolveu o dinheiro adiantado, dizendo ter feito pagamentos à equipe que a acompanharia a Maputo. Na decisão, a 8ª Câmara Cível do TJ do Rio levou em conta que a cantora não justificou os pagamentos da equipe e também o fato de cancelar o show sem se certificar das reais condições de som da casa de espetáculos, enviando um técnico próprio a Maputo.

Viés de baixa 1

O apoio dos brasileiros à operação Lava Jato já não é mais o mesmo. Pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos de 1º a 11 de agosto mostra que a maioria dos indicadores de apoio à Lava Jato caiu nos últimos meses. O engajamento junto à operação vem reduzindo desde junho de 2017, ainda que a operação permaneça como sinônimo de combate à corrupção no Brasil.

Viés de baixa 2

Para 86% dos entrevistados, a operação deve ir até o fim, custe o que custar. Esse apoio, entretanto, já foi um pouco mais alto (96%) entre 2016 e 2017. Nove em cada dez entrevistados (87%) dizem que a Lava Jato deveria investigar todos os partidos, mas apenas 46% acreditam que ela de fato esteja investigando todos eles – em junho de 2017, esse índice era de 74%.

Afogado em números

Após o questionamento da coluna, a diretoria da Cinemateca do MAM esclareceu as dúvidas dos cineastas em relação ao estado de seu acervo. Em 2002 saíram da cinemateca um total de 87 mil rolos. Destes, 70% foram para o Arquivo Nacional, onde padecem por falta de cuidados, e o resto para a Cinemateca Brasileira em São Paulo. De lá para cá a Cinemateca se reestruturou e hoje conta com mais de 8,4 mil títulos representados por cem mil rolos, 75 mil latas, 40 mil VHS e 7 mil DVDs, além de farto material documental estimado em dois milhões de itens.

Os sem papel

Em meio à intervenção na segurança pública, que previu investimentos da ordem de R$ 1 bi, está faltando papel A4 nas delegacias de polícia do Rio. E o pior: o Semat (setor de material), da polícia civil, não tem previsão de chegada do artigo. Os policiais mais otimistas comentam que pelo menos não tem faltado papel toalha e nem papel higiênico.

Tim Maia

Guiné-Bissau, Moçambique e Angola. No próximo dia 13, no auditório Nelson Carneiro da Alerj será sede do seminário “Cultura Racional do Terceiro Milênio”. Um dos temas em debate será “Seres extra-terrestres, quem são, o que querem e como contatá-los”. Entre os convidados especiais estão os deputados Paulo Ramos, Luiz Martins e o cantor Kojak do Forró.

LANCE LIVRE

A Casa França Brasil recebe a exposição “Flamengo: História de Uma Paixão”, com curadoria de Nelson Ricardo Martins, até o dia 26 de setembro. Os arquitetos Sheila Jabarra e Dr. Guilherme Figueiredo lançam o curso “Detalhamento e Prática de Obras”, com início no dia 24 de outubro.



Recomendadas para você